Arquivos

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Posts recentes

Um abraço forte a quem "...

Nova Gira (Ritual) no TSU

NOVO RITUAL DO TSU

Procura-se Médiuns

Honestidade

Festa em Honra de Exu e B...

Protocolos Mágicos

Desenvolvimento Mediunico

Você não deve ser umbandi...

Venha ser FELIZ

BOAS FESTAS A TODOS.

RITUAIS E CAMARINHAS AFRO...

1ª Camarinha - Retiro Esp...

Ébó Kásipàlará - Reconfig...

Globo Repórter mergulha n...

Por que a Vida é asssim ?

Palestra e Ritual - 19 de...

O que esperar de um(a) Bà...

Fotos da Festa de Yemanjá...

Festa em honra do Orixá Y...

Festa em honra do Orixá Y...

Noite Mágica e Esotérica ...

CONVERSAS EM RELIGIÃO

O que é Égbé Awo Omo Ogùn...

Diálogo com e entre as Re...

Reportagem do Jornal de L...

FESTA DE OGUM - QUINTA DO...

FESTA DE OGUM - PORTUGAL

Inauguração do TSU - Leir...

Inaguração do TSU-Leiria

RITUAL DE DESOBSESSÃO

CONSULTAS DE BUZIOS - 201...

TSU - LEIRIA

Iniciação em Ifá

Tertúlia sobre Religiões ...

Tertúlia sobre Religiões ...

A Fé e o Dinheiro, e a Am...

RETIRO ESPIRITUAL

Ritual Yorubá

Oro mimá - Bantos

Novo Peji 2013 - Renovaçã...

PALESTRA DE UMBANDA - DEZ...

Umbanda - Uma Religião Li...

Um dia você aprende que.....

Facebook

As rezadeiras tem remédio...

MENSAGEM DE PAI PEDRO DE ...

PROGRAMA JULÍA PINHEIRO

O poder de escolher

Implantação do Egbé Awo O...

Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Casamento Homosexual na Umbanda, fazer ou não fazer?

Tem-se como uma verdade absoluta e insofismável que a homosexualidade vai contra todos os princípios de todas e quaisquer religiões. Mas, como a Umbanda não tem uma codificação ou uma bíblia, e ainda como preceitua a plena liberdade dos indivíduos, respeitadas as questões legais, morais e éticas, precisamos responder as perguntas:

O homossexualismo é condenado na Umbanda?
Podem (devem) ser realizados casamentos entre pessoas homossexuais na Umbanda?
Ao que parece, a grande questão que se tem de resolver é: por quanto tempo ainda a humanidade vai preservar conceitos da era medieval, representadas por preconceitos homofóbicos, racistas, religiosos e de gênero, enfim contra todos aqueles que são “diferentes”, numa sociedade que insiste em rotular as pessoas indevida e injustamente?
Numa sociedade que só reconhece a sua diversidade quando se trata de segmentar “consumidores”, em que a cidadania plena é deixada em segundo plano, será que não é o momento de avançar?
Seria maravilhosamente simples e fácil viver num mundo onde todos fossem iguais, se ajustando ao padrão pré-estabelecido ou não, onde haveria apenas pessoas “normais” e “anormais”.
Mas a vida não é assim, além do ser humano ter várias dimensões (sociais, legais, profissionais), a humanidade que é por eles formada apresenta vários matizes que nos diferenciam, mas não podem em momento algum ser caracterizados como aberrações.
O que é ser normal?
Será que é “normal” as pessoas terem que esconder a sua orientação sexual, tentar descaracterizar a sua etnia, intitulando-se “pardo” nas pesquisas do censo ou quem sabe ainda enfrentando o escárnio nas queixas de violência contra a mulher?
As reações das pessoas quando confrontadas com estas realidades são muitas vezes do tipo “caça à bruxa” (ou bruxo), são reações primárias e preconceituosas, que as pessoas têm porque acreditam que têm de obedecer um “padrão” e que aquilo que sai fora dos parâmetros deste, tem de ser ridicularizado, insultado ou rotulado de “indesejável”…neste caso, “gay”, dentre outros que são impublicáveis.
A guisa de esclarecimento, o vocábulo “gay” em inglês significa “alegre”, “feliz”.
 Video do 1º Casamento Gay no Brasil na Tradição Afro-Brasileira 
 
publicado por Pai Pedro de Ogum às 10:10
link do post | comentar | favorito

Pesquisa

 

Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Tags

todas as tags

Subscrever feeds

blogs SAPO